O PCP assinala os 40 anos da aprovação da Constituição da República, no próximo sábado, com uma “sessão político-cultural” no Fórum Lisboa em que participa o secretário-geral comunista, Jerónimo de Sousa, e uma edição especial do Avante!.

Uma edição especial do jornal do PCP, com um suplemento dedicado ao 40.º aniversário da Constituição da República, a edição de um folheto “Os valores de Abril no Futuro de Portugal”, um dossier sobre o tema no “site” do partido e uma sessão político-cultural no dia 02 de abril, sábado, são as iniciativas divulgadas.

Em comunicado, o PCP afirma que o objetivo destas iniciativas é “valorizar a Constituição de Abril e os conteúdos progressistas que mantém”.

Os comunistas pretendem ainda “alertar para as ameaças e atentados constantes de que são alvo as conquistas e os direitos que nela permanecem inscritos e ainda denunciar os perigos para o regime democrático de projetos tendentes para a sua revisão”.

A Constituição da República Portuguesa foi aprovada e promulgada no dia 02 de abril de 1976. Todos os deputados constituintes, à exceção dos eleitos pelo CDS, votaram a favor.