O desafio que lhe lançamos é que desperte o génio que há em si. Não precisa de saber citações de Albert Einstein de cor nem de fumar o seu cachimbo enquanto olha para o horizonte. Basta que consiga acertar em cheio nas respostas destas dez perguntas e cujas soluções estão um pouco mais abaixo. Envolvem piqueniques, galinheiros e conquistas noturnas. Mas obrigam a raciocínio lógico. Quer testar o seu? Ponha a mente a trabalhar agora.

O trabalho

Era uma vez a história de quatro homens: João, José, Jacinto e Joel. Os quatro eram construtores de barcos e em quatro dias conseguiam construir quatro embarcações. Quanto tempo demoraria um dos quatro homens para construir um único barco?

A viagem

Num belo domingo de primavera, três homens, as respetivas mulheres e um primo de uma delas – que era viúvo – saíram de carro ao meio-dia para um fazer um piquenique no pinhal. Ao fim de três quilómetros cruzaram-se com dois homens e uma criança cujo carro se tinha avariado no meio da estrada. “Isso é mesmo má sorte”, comentou o homem que ia a conduzir o primeiro carro. Chegaram ao pinhal à uma da tarde, onde encontraram um guarda muito velho na companhia do filho. Estenderam a toalha no chão e começaram a almoçar. Quantas pessoas foram mencionadas nesta história?

O tempo

Há um grave problema com o relógio da torre da aldeia: por um motivo ainda não compreendido pela população, o relógio para um minuto a cada dez minutos. Consegue adivinhar quanto tempo demora o ponteiro dos minutos a dar uma volta completa ao relógio?

O espelho

Quando a Rita chegou a casa na última sexta-feira decidiu tirar uma selfie no espelho da sala para publicar no Facebook. Mas a fotografia tinha uma particularidade: é que a Rita queria deixar uma mensagem oculta às amigas, por isso pôs-se à frente do espelho com um cartaz nas mãos que tinha as seguintes palavras: “MAN TOOT DEED”. Quais destas palavras se lê da mesma forma se lêssemos o cartaz diretamente?

A rotina

O Bruno morava numa casa para a qual só se podia entrar a partir de uma única porta e de cinco janelas. No dia em que Bruno foi cortar o cabelo, certificou-se de que não havia ninguém no interior da casa e saiu. Quando voltou, de cabelo consideravelmente mais curto e pintado de loiro, encontrou um ladrão dentro de casa. Mas a porta não tinha sido forçada e as janelas estavam intactas. Quando questionado pela polícia, o ladrão jurou a pés juntos que não tinha entrado na casa com recurso a uma chave mestra. Como pode então ter entrado na casa?

O galinheiro

A senhora Adelaide tem um galinheiro muito grande e agora pondera começar a vender os ovos na aldeia onde vive. Precisa então de fazer contas à vida e quer saber quantos ovos terá para vender. Ela sabe que uma galinha e meia põem um ovo e meio num dia e meio. Quantos ovos deverão por sete galinhas em seis dias?

A família

Olá! Eu sei que não sabe quem sou, mas nós somos da mesma família: o meu pai é irmão da sua irmã. Consegue adivinhar que parente sou eu: primo, sobrinho, filho, tio ou genro?

O dicionário

Na escola primária da cidade, a professora Alice tem um quebra-cabeças para os meninos do terceiro ano. Para fazer uma pausa das contas de multiplicação, ela distribuiu uma lista com seis palavras: Agate, Agitate, Gates, Stags, Stage, Grate. Depois lançou-lhes um desafio: quais destas palavras são compostas pelas mesmas letras?

A caminhada

Três cavalos vão participar na corrida anual da vila. Os cavalos chamam-se Tufão, Trovão e Tornado e os seus proprietários são o senhor Luís, o senhor Baltasar e o senhor Mateus, embora não necessariamente por esta ordem. O Tufão partiu a pata logo no início da corrida e infelizmente teve de desistir da competição. O senhor Mateus tinha um cavalo castanho e branco com três anos. Trovão tinha ganho 20 mil euros. O senhor Baltasar já tinha perdido muito, mas o cavalo esteve muito perto de vencer. O cavalo vencedor desta corrida era preto. Esta foi a primeira corrida onde o cavalo do senhor Luís participou. Como se chama o cavalo que ganhou?

A conquista

Toda a gente reparou nas trocas de olhares daquele triângulo amoroso no meio do bar. O Tomás não parava de olhar para a Catarina; e a Catarina não parava de olhar para o Rui. Ora, acontece que Tomás era casado, mas o Rui não. Descubra se há alguma pessoa casada a olhar para uma pessoa não casada neste triângulo amoroso.

1 – O trabalho

Cada um dos quatro homens demoraria quatro dias para construir um único barco.

2 – A viagem

Em toda a história foram mencionadas doze pessoas.

3 – O tempo

O ponteiro dos minutos precisa de 65 minutos para dar uma volta completa ao relógio.

4 – O espelho

A palavra que se consegue ler da mesma maneira ao contrário (no espelho) ou olhando diretamente para o cartaz é “TOOT”.

5 – A rotina

O ladrão entrou pela porta, porque o Bruno esqueceu-se de a fechar.

6 – O galinheiro

Em seis dias, sete galinhas põem 28 ovos porque, na realidade, uma galinha põe apenas um ovo num dia e meio (ou dois terços de um ovo por dia).

7 – A família

Eu sou seu sobrinho.

8 – O dicionário

As palavras que se escrevem com as mesmas letras são “Gates” e “Stage”.

9 – A corrida

Quem venceu a corrida foi o Tornado. O cavalo do senhor Mateus não podia ganhar porque o cavalo que ganhou era negro. O cavalo do senhor Baltasar não ganhou. Por isso deve ter ganho o cavalo do senhor Luís. O Tufão não pode ter ganho e não pode ser o cavalo do senhor Luís porque partiu a pata logo no início. O Trovão também não podia ser o cavalo do senhor Luís porque não era a primeira vez que corria. Por exclusão de partes, o Tornado é o cavalo do senhor Luís.

10 – A conquista

Sim, uma pessoa casada está a olhar para uma pessoa solteira. E pouco importa o estado civil da Catarina, que nós não conhecemos. Caso a mulher seja casada, então ela estará a olhar para o Rui, que não é casado. Caso ela não seja casada, o Tomás – que é casado – também está a olhar para uma pessoa solteira.