A Autoridade Tributária anunciou no site do Portal das Finanças que os contribuintes não vão conseguir fazer a entrega online das declarações fiscais, caso utilizem os browsers Google Chrome e o Microsoft Edge. A entidade justifica a recomendação argumentando que as versões mais atuais destes browsers já não suportam uma tecnologia utilizada pelo site das Finanças.

Ao usar o site do Fisco no Chrome ou no Edge da Microsoft, vai encontrar esta mensagem de erro:

Screen Shot site finanças

Mas há uma alternativa: descarregar esta aplicação (fornecida pelas Finanças), que permite a entrega da declaração de IRS, inclusive o preenchimento em modo offline. O utilizador deve, no entanto, ter instalado o Java para que esta app corra no computador – seja em Windows, Mac ou Linux. No site da Oracle, é possível verificar se dispõe desta tecnologia.

A Google abandonou o Java por razões de segurança, um problema identificado há alguns anos por muitos especialistas em segurança informática. À semelhança do Flash, o Java é tido como uma porta de entrada para piratas informáticos, que utilizam algumas vulnerabilidades destes códigos para se apoderarem dos computadores (e da informação) dos utilizadores.

A Autoridade Tributária diz que “continua a trabalhar em soluções que possibilitem a utilização generalizada nos vários browsers” de modo a chegarem a todos os contribuintes sem restrições. O Firefox, Internet Explorer e Safari são compatíveis com a tecnologia usada pelo Fisco e podem ser descarregados gratuitamente.