Os Estados Unidos manifestaram-se “chocados” com os bombardeamentos aéreos lançados pelo regime sírio que fizeram mais de 30 mortos num bastião chave dos rebeldes a leste da capital, Damasco.

“Condenamos, nos termos mais fortes, qualquer tipo de ataque direcionado contra civis”, afirmou, esta quarta-feira, o porta-voz do Departamento de Estado norte-americano John Kirby, num comunicado emitido depois dos raides aéreos em Deir Al-Assafir, uma cidade de Ghouta oriental, o maior bastião de rebeldes na província de Damasco e regularmente bombardeado pelo regime.

Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), os ataques fizeram 33 mortos, incluindo crianças.

A guerra na Síria, iniciada em 2011, causou mais de 270 mil mortos e milhões de deslocados e refugiados.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR