A diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, alertou esta terça-feira que a recuperação da economia global está a ser “demasiado lenta, demasiado frágil” e “aumentam os riscos” associados à crise.

“A boa notícia é que a recuperação continua, temos crescimento, não estamos em crise. Estamos em alerta e não alarmados”, afirmou Lagarde num discurso em Frankfurt.

No entender da diretora do FMI, se os políticos puderem “atuar de forma conjunta, os efeitos positivos e a confiança global – assim como a economia global – serão substanciais”. “Fizemos muitos progressos desde a grande crise financeira, mas o crescimento tem sido baixo durante demasiado tempo, muita gente simplesmente não dá conta”, referiu, dando como exemplo o recuo da economia chinesa e a queda de preços de matérias-primas.

Christine Lagarde falou em Frankfurt na apresentação dos principais temas que serão discutidos na reunião da primavera do FMI, marcada para os dias 14 e 15 de abril em Washington, Estados Unidos.