O relatório aponta um aumento de 9,8% em relação ao número apurado na semana terminada a 28 de março, quando foram reportados 183 infeções, assim como um aumento de 14,3% nos casos de grávidas, que passaram de 42 para 48. As autoridades indicaram que Chiapas e Oaxaca são os estados com maior número de casos reportados, com 102 e 79 respetivamente, seguidos por sete no estado de Guerrero e quatro em Nuevo León.

O México registou o primeiro caso autóctone de Zika (com o vírus incubado em território nacional por alguém que não saiu do país) em novembro e desde então o número tem aumentado lentamente.

O Zika, tal como o chikunguña, é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti.