Foram detidas doze pessoas, entre elas um militar, por posse de armas de guerra. A detenção foi feita em Vila Real. Os suspeitos são “indiciados pela prática de crimes de associação criminosa e tráfico e mediação de armas no norte do País” informa um comunicado da Polícia Judiciária (PJ).

Maior parte do material será material roubado em quartéis militares, informa a SIC Notícias.

O militar foi identificado como sendo um sargento paraquedista pela SIC Notícias.

A operação foi levada a cabo pela Polícia Judiciária, em colaboração com a Polícia Judiciária Militar, Polícia de Segurança Pública (PSP) e Guarda Nacional Republicana (GNR), segundo o Notícias ao Minuto.

Ao todo foram apreendidas “5008 munições de diversos calibres, 22 armas curtas, 9 armas longas, 6 armas elétricas, 9 aerossóis, 12 armas brancas, 8 granadas, 3 sabres baioneta, cerca de 1000 artigos considerados material de guerra e fardamento militar e ainda centenas de peças de armas de fogo”.

Os suspeitos, que têm entre 30 e 71 anos, vão estar presentes em tribunal para aplicação das medidas de coação.