502kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Cuckuu entre as 35 startups escolhidas pela Unilever. É a única portuguesa

Este artigo tem mais de 5 anos

Startup portuguesa foi selecionada para o Millennial 20/20, em Londres, e é a única portuguesa entre as 35 escolhidas pela Unilever. Objetivo: ajudar as marcas a comunicar com os 'millennials'.

João Jesus e "Peu" Fraga são os cofundadores da Cuckuu, uma startup cuja app funciona como uma rede social à base de alarmes
i

João Jesus e "Peu" Fraga são os cofundadores da Cuckuu, uma startup cuja app funciona como uma rede social à base de alarmes

João Jesus e "Peu" Fraga são os cofundadores da Cuckuu, uma startup cuja app funciona como uma rede social à base de alarmes

Se, há alguns anos, alguém dissesse a João Jesus e a Peu Fraga, fundadores da Cuckuu, que viriam a aconselhar e a estabelecer contactos com uma das maiores multinacionais do mundo na área de produção de bens de consumo, é possível que nem os próprios acreditassem. Mas vai acontecer: a startup foi uma das 35 escolhidas pela Unilever (multinacional responsável por marcas como Lipton, Cif, Becel, Surf, Knorr) para participar no Millennial 20/20, um evento de empreendedorismo que decorrerá a 13 e 14 de abril e que reunirá “mais de 3 mil startups, marcas, empresas e retalhistas”, como explica João Jesus. É a única portuguesa.

A Unilever estava à procura de 35 empresas capazes de mudar a maneira como as marcas vão comunicar. Fomos uma das 35. A ideia é mostrar o nosso produto e explicar como podemos ajudar as marcas que eles têm, e que são muitas [mais de 400, entre as quais estão a Lipton, a Knorr e a Dove, por exemplo], a comunicar com os millennials [pessoas nascidas entre o final da década de 70 e meados da década de 90]. [Para] mudar completamente a maneira como eles comunicam”, afirmou o fundador da Cuckuu.

A candidatura da startup portuguesa a um dos eventos do Millennial 20/20, o Unilever Foundry Startup Street, foi feita “mais ou menos há dois meses”, conta. A confirmação de que foram selecionados chegou “há cerca de um mês” e João Jesus vê-a como uma oportunidade para alcançar um dos objetivos atuais da empresa: a angariação de “cerca de 2 milhões e meio de euros” em investimento.

Os objetivos da presença no evento passam por conseguir parceiros que nos possam ajudar a dar utilidade prática aos utilizadores, para poderem ter uma razão mais concreta para fazerem o download [da app, que funciona como uma rede social à base de alarmes]. A nossa ideia é fechar alguns parceiros um bocadinho mais internacionais, [porventura] do Reino Unido. Andamos à procura de investimento, de quase 2 milhões e meio de euros, e se esses [possíveis] investidores virem marcas como a Unilever interessadas na nossa app, a escolher-nos, isso pode ser um bom cartão de visita”, diz.

De Londres, os responsáveis da Cuckuu rumarão a Manchester, já que a startup estará presente no Business Rocks 2016, um evento de empreendedorismo onde estarão “cem empresas, selecionadas entre vários milhares” que se candidataram, revelou João Jesus. No evento, agendado para os dias 21 e 22 de abril e que terá como principal orador o cofundador da Apple, Steve Wozniak, a Cuckuu e as restantes 99 empresas escolhidas pela organização “vão fazer um pitch [uma apresentação breve]”, sendo que o vencedor “ganha 50 mil libras”, cerca de 62.7 mil euros, à taxa de câmbio atual.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.