O partido do presidente Bashar al-Assad e os seus aliados venceram as eleições legislativas que se realizaram na quarta-feira nas zonas da Síria controladas pelo regime, anunciou este domingo a comissão eleitoral.

Segundo os resultados oficiais, o partido Baas, no poder há meio século, elegeu a grande maioria (200) dos 250 deputados ao parlamento pela aliança União Nacional, integrada pelo partido do regime e aliados. A taxa de participação foi de 57,56%, segundo a comissão eleitoral, citada pela agência oficial síria, Sana.

As eleições, denunciadas como uma fraude pela oposição, realizaram-se nas zonas controladas pelo governo sírio em todas as províncias, à exceção de Raqa e Idleb, ambas no norte do país, controladas pela Frente al-Nosra, o braço sírio da Al-Qaida, e pelo grupo Estado Islâmico.

Entre os candidatos eleitos figuram nomeadamente membros da delegação do regime às conversações de paz a decorrer em Genebra e artistas que apoiam o regime, como o realizador Najdat Anzur ou o ator Aref al-Tarif. A guerra na Síria, que começou em março de 2011, fez até agora mais de 270.000 mortos e milhões de refugiados.