O presidente da Rússia, Vladimir Putin, recebeu esta quarta-feira no Kremlin o presidente da FIFA, Gianni Infantino, que qualificou de “fantásticos” os preparativos para o Mundial de futebol de 2018.

“Os trabalhos com a preparação do campeonato do Mundo desenvolvidos pelo governo e pelo ministério dos Desportos são fantásticos”, declarou Gianni Infantino, no final de uma visita de dois dias à Rússia, citado em russo pelas agência Novosti.

Infantino reconheceu que “ainda há muito trabalho pela frente”, sem mostrar preocupação com isso: “o futebol é um desporto de equipa e estou certo de que a vossa equipa vai organizar o melhor campeonato do Mundo de sempre. Todo o mundo vai olhar para a Rússia”.

Quanto a Putin, assumiu “esperar que o campeonato que a Rússia prepara decorra ao mais alto nível”. “Lutámos para ter o direito de acolher este evento maior, de forma transparente e honesta, com o desejo de promover os magníficos ideais do futebol”, acrescentou.

Antes destas palavras, Infantino encontrara-se com o ministro dos Desportos, Vitali Mutko, que acumula o cargo com o de presidente da Federação Russa de Futebol.

Doze estádios em 11 cidades vão acolher o Mundial 2018, cujo jogo de abertura terá lugar a 14 de junho, em Moscovo. Desses estádios, seis serão novos e estão em construção e quatro serão renovados.

Confrontada com dificuldades económicas, a Rússia cortou no orçamento para o Mundial cerca de 80 milhões de euros, passando o novo total estimado de 8,35 mil milhões de euros.