A série televisiva “The People vs. OJ Simpson: American Crime Story” – que conta a história do julgamento de O. J. Simpson acusado da morte da ex-mulher, Nicole Brown Simpson e de um amigo dela, Ronald Goldman, de onde saiu ilibado – renovou o interesse dos norte-americanos pelo crime ocorrido em 1994.

Mais de vinte anos decorridos sobre o crime, muitos se perguntam o que será feito dos dois filhos do casal, Sydney Simpson, atualmente com 30 anos, e do irmão Justin Simpson, agora com 27 anos.

A série que esteve em exibição no canal FX entre 2 fevereiro e o passado 5 de abril, já havia dado azo a novos acontecimentos relacionados com o caso. Em março, um agente reformado entregou à polícia uma uma faca encontrada numa propriedade de O. J. Simpson, que estava em sua posse.

Os dois irmãos vivem em St. Petersburg, na Flórida, nos EUA, segundo o canal de televisão norte-americano CBSNEWS. Justin Simpson é agente imobiliário na empresa Coldwell Banker e disse ao jornal Tampa Bay Times que é “um ótimo lugar para viver”.

@JSimpsonSells/Twitter

@JSimpsonSells/Twitter

Segundo o mesmo jornal, a irmã Sydney Simpson licenciou-se em Sociologia na Universidade de Boston, em 2010. Terá sido a primeira dos dois a mudar-se para a costa do Golfo da Flórida, em 2014, onde comprou um casa e dois apartamentos duplex.

Os dois irmãos – que estavam a dormir quando a mãe foi morta – mudaram-se para Miami com o pai depois da absolvição. Atualmente O. J. Simpson está preso. O ex-jogador da NFL foi condenado a 33 anos de prisão em 2008, por sequestro e assalto com arma de fogo, crimes que envolveram um hotel de Las Vegas, no estado do Nevada e permanece na prisão.

Ao contrário que que aconteceu no julgamento de 1995 as provas contra Simpson foram consideradas irrefutáveis.