Se se perguntar a uma pessoa, escolhida aleatoriamente, o que é que sabe sobre a Suécia, é muito possível que esta responda algo relacionado com o frio, a IKEA, a propensão para o suicídio (um mito, na verdade), o estado social generoso ou a forte incidência de doenças sexualmente transmissíveis entre os seus habitantes. Caso se trate de um(a) benfiquista não será de estranhar ouvir, lá pelo meio, nomes como Mats Magnusson, Stefan Schwarz, ou o novo esteio da defesa encarnada, Victor Lindelöf. Haveria, contudo, muito mais para dizer.

Estocolmo, a capital, é uma cidade com presença habitual nos rankings das mais caras da Europa. Mas se houvesse rankings de estilo, tendências ou negócios criativos também teria lugar assegurado entre os primeiros. É, por isso, ótima notícia, a transformação d’O Apartamento, um espaço de partilha no centro de Lisboa, numa espécie de enclave sueco já a partir de 28 de abril.

O fenómeno acontece, em primeiro lugar, com a inauguração de uma pop up store com a chancela da Papercut, uma famosíssima e bem-sucedida loja de revistas da capital sueca, que vai disponibilizar quase duas dezenas de títulos, alguns deles inéditos em Portugal, casos da Boat Magazine ou da Musotrees. E isso é só o aperitivo.

papercutdr22

A Papercut é uma das lojas de revistas mais conceituadas a nível europeu.
(foto: © Divulgação)

Isto porque no fim de semana de 30 de abril e 1 de maio, a cozinha do espaço é tomada por Annika Santunione, fundadora de dois dos mais concorridos e badalados cafés (ou, se preferir, coffee shops) de Estocolmo, o Kaffeverket e o Snickarbacken 7, ambos especialistas em café arábica e comida saudável e que, com o sócio e amigo de longa data Jonas Findell, prepara já a abertura de um terceiro espaço que também será bistrô, além de café.

FotografSebastianHellstrom-Snickarbacken 7-374

O Snickarbacken funciona no espaço de um antigo estábulo, no centro de Estocolmo.
(foto: © Sebastian Hellstrom)

Na cozinha d’ O Apartamento, Annika vai preparar um brunch orgânico servido em quatro turnos, dois no sábado 30 de abril, e dois no domingo 1 de maio, das 12h30 às 14h e das 14h30 às 16h.

A ementa vai ser composta por: papas de aveia com frutos vermelhos, tosta de abacate com ovo escalfado, flor-de-sal e chili flakes, sonhos de curgete com menta, queijo feta com pesto de pimentos assados e chips de salame, peixe curado em beterraba com maionese de rábano e beterraba, picle de chalotas e alface roxa, slider de atum, siracha mayo e picle de pepino, banana bread com nozes-pecã, ricota de canela e xarope de ácer, sumo de maçã, menta e gengibre, smoothie Green Godess, chá e café. Haja fome e sede para tudo isto. A refeição custa 35€/pessoa o que, ainda assim, fica mais barato do que uma viagem à Suécia.

O quê? Papercut pop-up store e brunch orgânico
Onde? O Apartamento, Avenida Duque de Loulé, 1, 5º D (Picoas), Lisboa
Quando? A pop-up store funciona de 28 de abril a 6 de maio, entre as 15h e as 19h, e os brunches acontecem dia 30 de abril e 1 de maio, entre as 12h30 e as 16h
Quanto? 35€ por pessa
Reservas? Através do email info@oapartamento.com
Mais informações? No site d’O Apartamento