O Governo dos Açores afirmou esta segunda-feira que foram investidos, ao longo desta legislatura, mais de cerca de 17 milhões de euros com a criação ou requalificação de 11 respostas sociais especificamente dirigidas para apoiar idosos nas nove ilhas.

“Só aqui na ilha Terceira, por exemplo, já investimos mais de 7,5 milhões de euros nesta legislatura na remodelação e construção de novos lares e de centros de dia e de convívio”, disse o presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro, no lançamento da primeira pedra do Centro de Dia da Casa do Povo das Doze Ribeiras, concelho de Angra do Heroísmo, ilha Terceira, um investimento superior a um milhão de euros, com capacidade para cerca de 30 idosos.

Segundo o executivo açoriano, esta rede de apoio tem sido reforçada ao longo desta legislatura com a criação ou requalificação, desde o final de 2012, de 11 respostas sociais especificamente dirigidas aos idosos, num montante de investimento público que ascende a cerca de 17 milhões de euros para servir quase 700 açorianos e as suas famílias.

Além da remodelação e construção de infraestruturas, o presidente do Governo açoriano referiu-se a medidas como o Complemento Regional de Pensão, num apoio anual de cerca de 25 milhões de euros para cerca de 35 mil idosos do arquipélago, assim como o apoio para a aquisição de medicamentos, que disse já ter beneficiado mais de cinco mil idosos no último ano.

Sobre o novo Centro de Dia, no concelho de Angra do Heroísmo, Vasco Cordeiro, citado pelo gabinete de imprensa do executivo, frisou que o investimento insere-se na estratégia de criar uma rede de apoio social de proximidade disponível em todos os concelhos e em todas as ilhas dos Açores.

Vasco Cordeiro sublinhou ainda que esta cerimónia representa um exemplo do cumprimento dos “valores de abril”. “Não há melhor forma de comemorar abril nestas ilhas do que este momento em que os órgãos de governo próprio da Região, em parceria com as instituições privadas, lançam mais uma obra destinada a servir os açorianos”, sustentou.