A taxa de emprego na população entre os 20 e os 64 anos na UE estabeleceu-se nos 70,1% em 2015, acima dos 69,2% do ano anterior, estando Portugal ligeiramente abaixo da média europeia (69,1%), segundo o Eurostat.

A União Europeia (UE) está ainda longe do objetivo traçado para a estratégia Europa 2020 (75%), o mesmo acontecendo para Portugal.

Em comparação com 2014, a taxa de emprego entre os 20 e os 64 anos subiu em quase todos os Estados-membros à exceção da Bélgica, Finlândia, Suécia e Reino Unido.

A Suécia (80,5%), a Alemanha (78,0%), o Reino Unido (76,9%), a Dinamarca e a Estónia (76,5% cada) e a Holanda (76,1%) apresentam as taxas de emprego mais elevadas, enquanto a Grécia (54,9%), a Croácia e a Itália (60,5% cada), bem como Espanha (62,0%) registam as mais baixas.

A Alemanha, a Estónia, a Suécia e a Lituânia já ultrapassaram os seus objetivos nacionais para 2020, no indicador do emprego.