A reportagem do Observador “Os lisboetas sonham, a câmara quer. E a obra, nasce?” recebeu o Prémio de Jornalismo e Poder Local da Associação Nacional de Municípios (ANMP), relativo ao ano de 2015.

O trabalho, do jornalista João Pedro Pincha, foca-se no Orçamento Participativo de Lisboa, que foi o primeiro do género em Portugal e que já permitiu a concretização de inúmeros projetos um pouco por toda a cidade, alguns deles emblemáticos. No entanto, e como a reportagem também salientava, outros projetos ainda não viram a luz do dia, o que leva autarcas e cidadãos a pedir à Câmara Municipal de Lisboa que seja mais célere na sua implementação.

É a segunda vez consecutiva que o Observador é vencedor deste prémio. Em 2014, o trabalho “Gastronómicos e culturais. Serão assim os mercados do futuro?”, de Sara Otto Coelho, também tinha sido reconhecido na categoria imprensa deste galardão atribuído anualmente pela ANMP.

Este ano, o júri decidiu atribuir menções honrosas a um trabalho do Jornal de Negócios (“É um festival de estrangeiros e de dinheiro que invade Coura”, de Bruno Simões) e outro do Jornal de Notícias (“Água ficará mais cara para as famílias de todo o país”, de Alexandra Figueira). Na categoria rádio, o prémio foi atribuído à TSF, pela reportagem “A escola do rock”, de Rui Tukayana e Joaquim Dias.