Quem nunca reclamou na vida que atire a primeira pedra. Há quem reclame menos e há quem reclame mais, mas toda a gente o faz. É porque está frio ou está calor, porque o país não anda para a frente, porque os colegas de trabalho são insuportáveis, porque o trânsito está cada vez mais caótico, porque os transportes estão sempre atrasados… O que não faltam são razões para reclamar. Haja vontade.

A verdade é que desde que reclame com razão e moderadamente não só não há problema como ajuda a sua saúde. Estudos mostram que reclamar pode trazer alívio emocional e físico em situações de stress e que vocalizar as preocupações e frustrações pode tirar um enorme peso de cima. A Bustle reuniu cinco razões que provam que reclamar é de facto bom para a saúde, das quais nós destacamos três.

1. Pode ajudá-lo a sentir-se em controlo

Embora ninguém reclame pelas mesmas razões, a razão principal pela qual as pessoas o fazem é comum a todas: sentir que controlam uma determinada situação. Em muitos casos o que deve fazer é confrontar diretamente o alvo da sua queixa e dizer o que pensa, seja essa pessoa o seu chefe ou a sua sogra. No entanto, este conselho não se aplica a todos os casos, é necessário ponderar os prós e contras e há vezes em que o melhor é mesmo engolir o sapo.

2. Pode ajudá-lo a fazer melhores escolhas

Muitas vezes as pessoas reclamam para chamar a atenção, para que os outros as ajudem com os seus problemas e no processo de tomada de decisões. No entanto, reclamar à pessoa errada pode levá-lo a tomar uma má decisão. Está tudo na escolha da pessoa a quem se queixa. O destinatário certo pode não só ajudá-lo na resolução do problema como evitar que no futuro as reclamações continuem.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

3. Pode aumentar a sua auto-estima

Um estudo feito em 1996 por Robin Kowalski chamado Complaints and Complaining concluiu que as pessoas que reclamam tendem a ter níveis mais altos de autoestima do que aqueles que não reclamam. Isto porque as pessoas que reclamam frequentemente acreditam que a sua opinião importa e que têm direito à atenção dos outros — assim sendo, reclamam porque acreditam que ao fazê-lo são capazes de mudar situações e levar a que as coisas funcionem a seu favor.

Resumindo, não precisa de pedir o Livro de Reclamações a torto e a direito, mas se der por si a reclamar, não se recrimine. Tente sempre encontrar a razão por trás da reclamação: pode ser do stress, pode ser uma busca por conselhos ou pode esconder outros problemas maiores. No caso de se rever nesta última opção, tente mudar a forma como pensa, não julgue tanto os outros ou faça ioga. Mas não pare de reclamar totalmente, não é preciso e não lhe faz bem.