Os três astrónomos que detetaram o efeito de ondas gravitacionais ganharam o “Breakthrough Prize” na área da Física Fundamental, um prémio internacional de reconhecimento pelo avanço científico entregue pelos empresários de Sillicon Valley. O prémio de três milhões de dólares vai ser dividido por toda a equipa, afirmaram os três vencedores: Kip Thorne, Rainer Weiss, e Ronald Drever, líderes da descoberta, vão dividir 1 milhão de dólares entre eles, enquanto o restante valor vai ser entregue aos restantes 1012 cientistas envolvidos na descoberta.

Foi há quase três meses que o mundo parou para ouvir o som de dois buracos negros a colidir: o evento científico permitiu aos investigadores detetar a propagação de ondas gravitacionais, deformações no tecido espaço-tempo que perturbam os campos gravitacionais. Kip Thorne, Rainer Weiss, e Ronald Drever, os três principais membros da equipa do Observatório de Ondas Gravitacionais por Interferómetro Laser (LIGO) responsável pela descoberta, conseguiram assim confirmar perentoriamente a Teoria da Relatividade Geral proposta por Albert Einstein.

“É com grande prazer que divido o prémio com a equipa do LIGO”, escreveu Kip Thorne, professor do Instituto de Tecnologia da Califórnia, em reação à notícia de que havia ganho o prémio: “Sou muito grato à equipa por ter feito desta descoberta tão bem sucedida”, prosseguiu.