O dono de uma loja de doces no Paquistão confessou ter contaminado os produtos que vendia com pesticida, o que levou à morte de 30 pessoas. O motivo alegado foi o de que sentia “insultado e abusado”.

Khalid Mehmodd confessou ter colocado o veneno na comida para se vingar do irmão mais velho, segundo o site da Sky News. Khalid disse que Tariq tinha abusado dele e o tinha insultado numa questão de negócios. Os dois irmãos eram sócios na loja. “Eu queria dar-lhe uma lição. Estava tão zangado que misturei os pesticidas nos doces que estavam a ser confecionados”, contou Khalid à polícia paquistanesa.

Trinta pessoas acabaram por morrer envenenadas, incluindo cinco crianças, e muitas foram, ainda, parar ao hospital para receber tratamento médico relacionado com o envenenamento. Os dois irmãos foram presos, juntamente com um dos empregados da loja.