A única certeza que existe em relação ao Episódio VIII da Guerra das Estrelas é a data: 15 de dezembro de 2017. De resto, pouco está oficialmente confirmado sobre a sequela assinada por Rian Johnson, que contará com a participação de boa parte do elenco de O Despertar da Força, que se estreou nos cinemas em dezembro do ano passado. Daisy Ridley e Adam Driver já estão confirmados, assim como Oscar Isaac, John Boyega, Mark Hamill e Carrie Fisher. De Jar Jar Binks, não há nem sinal, atirando por terra a teoria (que muito agradou a J.J. Abrams) de que ele poderia ser um grande e poderoso mestre sith. Enfim.

Outra coisa também é certa: George Lucas, criador da saga original da Guerra das Estrelas, não estará envolvido no novo filme, ainda sem título anunciado. Quando vendeu à Disney a sua produtora, a Lucasfilm, o realizador também passou à empresa o rascunho do guião do Episódio VII, que viria a ser realizado por J.J. Abrams. Porém, a Disney decidiu não usar as ideias de Lucas. E isso ficou bem claro quando, em entrevista à Cinema Blend, o realizador disse que “eles tomaram a decisão de não as usar”. “Criaram a sua própria história. Não são as ideias que eu escrevi originalmente”, explicou o realizador numa entrevista do ano passado. A Guerra das Estrelas vai mesmo continuar sem a opinião do seu criador.

Mas, a cerca de um ano e meio da estreia do Episódio VIII, o que é que realmente já sabemos?

Entra Rian Johnson, sai J.J. Abrams

Por mais estranho que pareça, o plano original é de que as três novas sequelas da saga Guerra das Estrelas sejam realizadas por três realizadores diferentes e que sejam lançadas de dois em dois anos. E, por enquanto, a Disney tem sido fiel à sua palavra. J.J. Abrams, responsável pelo O Despertar da Força, deu lugar a Rian Johnson, a quem cabe agora a tarefa de escrever e realizar o Episódio VIII.

Para este filme, Johnson decidiu prescindir da ajuda de Lawrence Kasdan, co-autor dos episódios V e VI, da trilogia original, e do futuro spin-off sobre Han Solo, agendado para maio de 2018. De acordo com o Guardian, o realizador terá toda a liberdade para conduzir a história para onde bem entender. Uma das poucas coisas que sabemos sobre o filme de Johnson, veio da boca de John Boyega, o stormtrooper arrependido Finn. Segundo o ator, o novo episódio será “muito mais negro”.

LONDON, ENGLAND - JULY 27: Director Rian Johnson introduces the film 'Under The Skin' as part of the BFI Screen Epiphanies in partership with American Express at The BFI Southbank on July 27, 2015 in London, England. (Photo by Stuart C. Wilson/Getty Images)

Rian Johnson irá realizar o novo episódio da “Guerra das Estrelas”

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O lançamento do novo filme estava originalmente previsto para maio de 2017, mas a data foi entretanto alterada pela Disney para que, segundo o Guardian, Johnson se pudesse focar mais nas novas (e populares) personagens de O Despertar da Força.

Uma ópera espacial sem John Williams

Em 2013, Kathleen Kennedy, produtora do Episódio VII, anunciou que John Williams iria ser responsável pela banda sonora das três novas sequelas. Porém, a colaboração de Williams poderá vir a ficar-se pelo Despertar da Força. O nome do compositor não aparece nos créditos do Episódio VII, divulgados oficialmente em fevereiro deste ano. Isto poderá indicar que Williams poderá não ser responsável pela banda sonora do novo filme, uma possibilidade que não agradará a muitos fãs da saga original.

John Williams foi o autor da banda sonora dos três filmes originais da Guerra das Estrelas, realizados por George Lucas nos anos 70 e 80, e também das prequelas, lançadas entre 1999 e 2005. O compositor tornou-se responsável pela música da saga de ficção científica depois de Steven Spielberg, com quem trabalhou no filme O Tubarão (1975), o ter recomendado a Lucas. Em resposta à proposta do realizador, Williams entregou-lhe uma grande sinfonia, ao estilo de Richard Strauss e dos grandes compositores da era dourada de Hollywood, como Max Steiner ou Erich Wolfgang Korngold. Os temas que compões para a trilogia original são, ainda hoje, alguns dos mais famosos da história do cinema.

Em 2005, o Instituto Norte-Americano do Cinema considerou a banda sonora do primeiro filme da Guerra das Estrelas (1977) a melhor de toda a história do cinema dos Estados Unidos da América.

Novas e velhas personagens

O Episódio VIII irá fazer regressar ao grande ecrã praticamente todas as personagens de O Despertar da Força (à exceção de Han Solo, claro). Mas, de acordo com a lista de atores já confirmados, haverá ainda espaço para, pelo menos, três novas personagens, interpretadas por Marie Tran, Benicio Del Toro e Laura Dern. Resta saber quem são estas personagens e que papéis irão desempenhar no novo filme. Enquanto as novidades não surgem, os rumores que circulam na internet dão uma ideia do que poderá passar-se.

MADRID, SPAIN - AUGUST 25: Benicio del Toro attends 'Un Dia Perfecto' premiere at Palafox Cinema on August 25, 2015 in Madrid, Spain. (Photo by Juan Naharro Gimenez/Getty Images)

Benicio Del Toro é um dos atores confirmados para o Episódio VIII da “Guerra das Estrelas”

Várias teorias da conspiração apontam para o surgimento de uma nova líder da Resistência (interpretada por Laura Dern), que tomará o lugar da General Leia depois de esta se tornar incapaz de ocupar tal posição. Benicio Del Toro poderá vir a dar corpo a um novo vilão, que Finn encontrará durante a sua viagem a um planeta distante na companhia de Maria Tran, com quem terá um romance.

Para o planeta Ahch-To e mais além

Em setembro do ano passado, uma equipa de produção fez uma breve passagem por Skellig Michael, a ilha irlandesa que serviu de pano de fundo à última cena de O Despertar da Força. Isso significa que o planeta Ahch-To, até onde Luke Skywalker se deslocou à procura do primeiro Templo Jedi, irá reaparecer no novo episódio da saga. Imagens recentemente divulgadas sugerem até que o antigo templo está a ser construído de raiz numa outra ilha irlandesa, Ceann Sibéal, na península de Dingle.

De acordo com os rumores que circulam na internet, o Episódio VIII poderá levar Finn a novas paragens. Segundo o Guardian, é provável que estas novas paragens fiquem em Dubrovnik, na Croácia, onde uma equipa da Disney esteve a filmar em março passado. Além da Irlanda e da Croácia, existem também relatos de que o novo filme está a ser gravado em zonas desérticas localizadas no México e em Las Vegas, nos Estados Unidos da América.

Depois de tudo isto, importa não esquecer que já este ano haverá um primeiro spin-off, “Rogue One”, que conta a história de um grupo de rebeldes que querem roubar os planos de uma nova arma do Império, a Estrela da Morte. Pode parecer que já vimos isto antes mas não é bem assim. Entre o elenco deste novo filme, com estreia mundial agendada para 14 de dezembro, estão Felicity Jones e Diego Luna. A realização é de Gareth Edwards: