A peça “Sobre o conceito do rosto do filho de Deus”, do encenador Romeo Castellucci, estreia-se esta sexta-feira, no Teatro S. Luiz, em Lisboa, que realiza um programa de atividades em torno do criador italiano.

“Sobre o conceito do rosto do filho de Deus” é uma peça teatral construída a partir de uma reprodução da obra do pintor Antonello da Messina, “Salvatore mundi” (1465), que propõe um rosto de Jesus Cristo.

“Castelluci lançou-se numa pesquisa profunda sobre a dimensão humana da abnegação e da crença, criando três sequências independentes que desejam, como explicou, ‘materializar o momento em que Cristo entra na carne do homem e morre na cruz'”, lê-se num comunicado da sala da rua António Maria Cardoso.

Castelluci afirmou, segundo o mesmo comunicado, que pretende compreender “o abandono da divindade [no momento em que] integra plenamente a sua dimensão humana”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Esta peça é, ao mesmo tempo, a experiência de uma profunda humilhação, a do pai, que não se consegue controlar, e assim decompõe a sua dignidade, e uma experiência de uma profunda manifestação de amor, a do filho que vem iluminar a situação, como uma luz divina. Cabe ao espectador responder ao enigma perante o qual é colocado”, explica o encenador, citado pelo S. Luiz.

“Sobre o conceito do rosto do filho de Deus” (“Sul concetto di volto nel Figlio di Dio”) marca o regresso do encenador italiano à capital portuguesa, depois de ter apresentado, em 2006, “Tragedia Endogonidia: BR#4”, no Centro Cultural de Belém, no âmbito do Alkantara Festival, e motiva um programa de iniciativas que inclui filmes, conversas e uma “masterclass”, no teatro de Lisboa.

O elenco de “Sobre o conceito do rosto do filho de Deus” é constituído por Gianni Plazzi, Sergio Scarlatella e Dario Boldrini, Vito Matera e Silvano Voltolina. A assistência à direção de cena é de Giacomo Strada, e a construção de objetos, de Istvan Zimmermann e Giovanna Amoroso.

O programa gizado em torno da obra do encenador nascido em 1960, na cidade italiana de Cesena, iniciou-se na terça-feira, com várias exibições de criações suas.

Esta sexta são exibidos os vídeos “#8 Strasburg” e “#9 London”, com apresentação de Tiago Bartolomeu Costa, crítico e consultor para a internacionalização do São Luiz Teatro Municipal.

No sábado, pelas 15:00, Romeo Castellucci apresenta “#10 Marseille” e “#11 Cesena”, antes de dirigir uma “masterclass”, às 17:30, na sala Mário Viegas, sujeita a inscrição, vocacionada para estudantes e profissionais de teatro e artes performativas, e, às 21:00, está agendada uma conversa do encenador Romeo Castellucci com o público, moderada pelo crítico e dramaturgo Rui Pina Coelho.

No domingo, último dia em que está em cena “Sobre o conceito do rosto do filho de Deus”, realiza-se, às 15:00, um encontro entre a catedrática em Filosofia Maria Filomena Molder, a atriz e encenadora Mónica Calle e o sacerdote e poeta José Tolentino Mendonça, com moderação de Pedro Sobrado, dramaturgista e investigador, com uma tese sobre o teatro religioso de Gil Vicente.