O presidente do BPI foi a Luanda juntamente com representantes do CaixaBank para apresentar a operação de compra do BPI lançada pelos catalães ao banco central de Angola, reunião que terá ainda contado com a participação do presidente do Banco de Fomento Angola, detido em partes quase iguais pelo BPI e por Isabel dos Santos.

A notícia é avançada pelo Diário de Notícias, que falou com Fernando Ulrich aquando do seu regresso de Luanda e que confirmou as reuniões e disse apenas que a reunião correu bem, mas recusou-se a avançar cenários para o desfecho da novela entre o BPI e Isabel dos Santos, que tem como protagonistas ainda o BCE, o Governo português e os catalães do Caixabank.

Ulrich explicou que não fez mais que apresentar a operação e não teve mais encontros, nomeadamente com representantes da Santoro de Isabel dos Santos.