“O corpo de uma mulher é eterno. Há dez milhares de anos que têm as mesmas curvas, as mesmas formas, o mesmo ritmo e isso é algo para admirar.”

Há oito anos que Dani Olivier despe mulheres. Depois veste-as, mas com luzes que se adequem perfeitamente a cada pedaço de pele das modelos. É isto que o fotógrafo residente em Paris conta ao Bored Panda: as modelos são quase sempre dançarinas e os materiais usados são projetores em ambientes muito escuros que transmitam formas geométricas para criar “obras de arte surreais”.

Curioso? Espreite 19 das obras criadas por Dani Olivier nesta fotogaleria. E procure-o também no site e Facebook do artista.