Ficar ou não ficar na União Europeia (UE), eis a questão. O referendo no Reino Unido está agendado para 23 de junho e as sondagens mostram um país dividido. Segundo uma nova sondagem, levada a cabo pela ORB, o “permanecer” está a ganhar terreno praticamente na mesma proporção que o “sair” está a perder, conta o The Telegraph.

Cinquenta e cinco por cento dos inquiridos dizem querer a permanência do Reino Unido na UE, o que significa um aumento de 4% relativamente a abril. Os eleitores que desejam o abandono representam 40% dos inquiridos, o que representa uma queda de 3%.

Os números, no entanto, são um pouco diferentes quando se trata apenas aqueles que dizem que vão definitivamente votar daqui a sensivelmente um mês: 51% votará pela permanência, enquanto 45% colocará uma cruzinha no “abandonar”. Será, portanto, uma luta renhida até ao fim. A abstenção está a ser levada muito a sério, pois poderá influenciar e de que maneira uma decisão vital para o futuro dos britânicos na Europa.

Há sensivelmente uma semana, a Reuters deu conta de uma sondagem que indicava que 45% dos europeus também quererá votar uma saída da União Europeia. É importante referir que foram inquiridos apenas seis mil pessoas. A sondagem foi feita na Bélgica, França, Alemanha, Hungria, Itália, Polónia, Espanha e Suécia.