O Dia Mundial da Hipertensão (DMH), que se comemora esta terça-feira, vai ser assinalado na cidade de Aveiro com uma série de iniciativas que têm como objetivo alertar para esta doença silenciosa que afeta quase metade da população portuguesa.

Aveiro foi a cidade eleita para acolher as atividades comemorativas do DMH, uma iniciativa da World Hypertension League, à qual a Sociedade Portuguesa de Hipertensão (SPH) se associa, pretendendo sensibilizar a população para a necessidade de conhecer os valores da pressão arterial.

Aliando-se à campanha mundial cujo lema é “Conheça os seus valores. Controle a sua pressão arterial”, a SPH relembra a importância de medir a pressão arterial frequentemente, praticar exercício físico regular e reduzir o consumo de sal, para combater a hipertensão, doença que afeta 42% dos portugueses.

Durante todo o dia, vão realizar-se naquela cidade rastreios médicos à pressão arterial, glicémia capilar e índice de massa corporal, aconselhamento nutriconal, atividade física — com caminhadas, exercícios físicos e dança -, bem como atividades dirigidas aos mais novos com o objetivo de educar para a saúde.

A alimentação saudável e a redução de consumo de sal continuam a ser as grandes prioridades para a SPH e, por isso, este dia vai ser marcado por dois momentos de Show Cooking, um de manhã e outro de tarde, e por ementas especialmente concebidas para este dia pelos restaurantes da cidade.

As comemorações do DMH também vão ser assinaladas em Lisboa com atividades dirigidas aos mais novos, protagonizadas pelo herói infantil Mister Sal, no Externato Educação Popular, e ainda com a peça de teatro “Com Peso e Medida”.

“As consequências da hipertensão podem não ser imediatas, até porque se trata de uma doença assintomática numa fase inicial, mas a longo prazo pode dar origem a problemas mais graves como o acidente vascular cerebral, enfarte agudo do miocárdio e doenças renais”, refere o presidente da SPH, José Mesquita Bastos.