Um menino indiano de 13 anos, Mahendra Ahirwar, sofria de miopatia congénita, uma doença que debilita os músculos do pescoço e o impediam de aguentar o peso da cabeça. A miopatia congénita é uma doença rara que se manifesta na altura do nascimento, mas geralmente não progride e tem pouca gravidade. Há, no entanto, casos mais graves que podem até ser fatais.

Mahendra era completamente dependente dos pais, que o ajudavam a comer, tomar banho e vestir-se. A família já tinha desistido de tentar arranjar uma cura para o problema do menino, depois de lhes ter sido dito por vários médicos que não havia nada a fazer, conta o Daily Mail

Quando Julie Jones, uma mulher de Liverpool e mãe de dois filhos, ouviu a sua história, organizou uma campanha de crowdfunding e conseguiu angariar mais de 15.500 euros para pagar uma cirurgia a Mahendra. Jones viajou até à Índia para conhecer a criança. Graças ao apoio e à campanha que criou, o menino foi operado em Nova Deli.

A operação foi feita pelo Dr. Rajagopalan Krishnan no hospital Apollo. O cirurgião ficou impressionado pelo facto de os anteriores médicos que o menino consultou não o terem diagnosticado nem tratado. A cirurgia demorou dez horas e havia o risco de Mahendra não aguentar e operação, mas correu tudo bem e já está de volta à sua aldeia, depois de ter passado duas semanas no hospital.

Foi-lhe oferecida uma cadeira de rodas elétrica e tem que usar um colar cervical durante seis meses. Está a ser acompanhado por uma equipa médica e poderá ter que se submeter novamente a uma cirurgia, mas a vida do rapaz melhorou substancialmente. Já consegue ver televisão, escrever e brincar com os amigos.

A história foi acompanhada e retratada pela série “Extraordinary People” do channel 5.