Um voo de Munique para Vancouver teve de ser interrompido quando um dos passageiros tentou abrir a porta exterior do avião porque queria fumar, a 11.000 metros de altitude.

O avião da Lufthansa que fazia a ligação Munique, Alemanha – Vancouver, Canadá teve de fazer uma aterragem forçada em Hamburgo, quando um passageiro colocou em risco a segurança dos outros.

Segundo o CBC News, o passageiro estava agitado ainda antes do início da viagem e que, depois de o avião levantar voo, a agitação aumentou até ao ponto em que o passageiro tentou acender um cigarro. Quando foi proibido de o fazer, o homem tentou abrir a porta traseira do avião, enquanto estava a 11.000 metros de altitude. Um dos passageiros que também ia no avião afirmou que o outro “estava a gritar”, enquanto tentava abrir a porta.

Quando aterrou em Hamburgo, o responsável pelos desacatos foi acompanhado por uma equipa de salvamento – constituída por polícias e um médico – que lhe diagnosticou uma ligeira deficiência cognitiva. O homem foi levado para uma instituição psiquiátrica.

O voo para Vancouver atrasou três horas e retomou, depois, o seu curso habitual.