567kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

JSD: "Estaline achava-se interpretador do comunismo, Nogueira acha-se o interpretador da escola"

Este artigo tem mais de 5 anos

Ambos se acham "os únicos interpretadores corretos": Estaline do "comunismo", Mário Nogueira da "escola pública", justifica a JSD. A juventude defende o cartaz e diz que não teme ameaças.

i

D.R.

D.R.

Take III. Depois de a bomba rebentar na internet e depois de Mário Nogueira reagir e assumir que pondera processar a JSD, agora a juventude partidária defende-se e ataca o líder da Fenprof em comunicado. Diz Cristóvão Ribeiro, líder da JSD, que a organização “não se deixa intimidar por ameaças”, que Mário Nogueira julga “estar imune à crítica e à divergência de opinião” e que o que une Nogueira a Estaline é o facto de ambos se acharem “os únicos interpretadores corretos” — um do comunismo, outro da escola pública.

A polémica começou na quinta-feira, quando a JSD partilhou uma imagem na sua página de Facebook em que Mário Nogueira, líder daquela federação sindical docente, é retratado como Estaline, ex-líder da União Soviética. O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, é a sua marioneta. O título da imagem é: “ISTO STALIN(do), ESTÁ!”

Mário Nogueira não gostou e, em declarações ao Expresso, admitiu agir judicialmente contra aquela juventude partidária. Entre outras coisas, disse: “Um insulto pessoal vindo dos garotos da JSD não me surpreende nada”. Pois os “garotos” não gostaram e, esta quarta-feira, o seu líder lança grandes críticas a Mário Nogueira.

Diz Cristóvão Ribeiro que, para Mário Nogueira, “a liberdade de expressão só tem uma via: a sua” e continua defendendo que Nogueira julga “estar imune à crítica e à divergência de opinião”. Para a juventude partidária, “o anunciado processo contra a JSD vem daí: a palavra dos outros incomoda Mário Nogueira!”

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Sobre o cartaz em si, o líder da JSD decide explicar o que esteve na base daquela composição fotográfica. “Da mesma forma que Estaline se achava o único interpretador correto do comunismo, Mário Nogueira acha-se o único interpretador correto da boa conduta na escola pública e dos bons exemplos educativos”, justifica Cristóvão Ribeiro.

A defesa/ataque vai mais longe. Mário Nogueira considerou o cartaz de “mau-gosto”, mas a juventude social-democrata diz que a federação sindical “não tem razões para se queixar”. Isto porque “Mário Nogueira utiliza meios menos próprios até para com órgãos de soberania. Foi o que aconteceu há dias quando Mário Nogueira sugeriu que a defesa dos contratos de associação tem ‘motivações de ordem financeira'”, aponta.

A JSD defende-se ainda com o facto de a Fenprof já ter usado a palavra “roubo” num cartaz “em que figuravam Passos Coelho e Vítor Gaspar”. Mais: “Em 2014, todos vimos Mário Nogueira vaiar e zombar enquanto o anterior Chefe de Estado desfalecia numa cerimónia militar do Dia de Portugal”, escreve ainda Cristóvão Ribeiro. A JSD sublinha que “não se deixa intimidar por ameaças de processo nem por processos de ameaça”. Sobre a hipótese de Mário Nogueira avançar mesmo com uma ação judicial, respondem: “Pois que avance”.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.