536kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 32.99/mês aqui.

Stephen Curry: poderá o base reinventar o jogo?

Este artigo tem mais de 5 anos

Stephen Curry, o base dos Golden State Warriors que se tornou o primeiro jogador a receber o prémio de MVP de forma unânime, poderá estar a contribuir para a mudança do jogo de basquetebol da NBA.

Stephen Curry tem atualmente 28 anos de idade.
i

Stephen Curry tem atualmente 28 anos de idade.

Getty Images

Stephen Curry tem atualmente 28 anos de idade.

Getty Images

Stephen Curry, o base dos Golden State Warriors que se tornou o primeiro jogador a receber o prémio de MVP de forma unânime, poderá estar a contribuir para a mudança do jogo de basquetebol da NBA.

O atleta dos Golden State Warriors tem feito uma época brilhante e levou a sua equipa até aos Playoffs – onde defrontam os Oklahoma City Thunder, de Westbrook e Durant, na final de Conferência Este – tudo por causa da sua extraordinária capacidade de colocar cestos da linha de três pontos.

Após ter batido o recorde de maior número de triplos na época regular, com 402 cestos concretizados, tornou-se o único jogador na história a ganhar o prémio de MVP (prémio para o melhor jogador da época regular, composta por 82 jogos) de forma unânime entre os vários membros do júri.

Stephen Curry tem uma média de 44,4% de lançamentos de três pontos na sua carreira o que tem levado a imprensa americana a considerar que estamos perante um atleta que pode alterar a forma como se joga na NBA, como contam o Washington Post e o New York Times.

Esta não é a primeira vez que a NBA tem um jogador que se destaca tanto dos “comuns mortais”. Jogadores como Michael Jordan ou Wilt Chamberlain elevaram o desporto a um novo nível.

Tal é o sucesso de Curry, e a sua aparente facilidade em colocar bolas a sete metros de distância do cesto, que alguns ex-jogadores como Larry Bird ou Reggie Miller defendem a possibilidade de existir um lançamento de quatro pontos. O que mais impressiona em Curry é a forma como ele lança de forma rápida e certeira, tornando fácil o difícil.

Para Steve Kerr, treinador dos Golden State, o truque para o sucesso não está no aspeto físico mas sim na forma como cérebro interage com o resto do corpo. Curry faz um treino “neuromuscular”, com exercícios específicos para estimular o cérebro, como este em que lança uma bola de ténis ao ar com uma mão enquanto dribla com a outra.

O lançamento dos três pontos chegou à NBA em 1979, mudando de forma radical a forma de jogar basquetebol. Hoje em dia este tipo de lançamento já está intrínseco no tipo de jogo, como demonstram os números: a média de lançamentos de três pontos por jogo é de 23,7%.

Será o caso Curry algo temporal e passageiro, ou o base dos Golden State Warriors está a mudar a forma de jogar basquetebol? É uma questão de esperar par ver. Até lá, vamos acompanhando as finais do Playoff da NBA.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.