O exército iraquiano entrou na cidade de Fallujah, a base do auto proclamado Estado Islâmico perto de Bagdade, no Iraque.

Segundo informa um oficial iraquiano, uma unidade militar encontra-se a tentar entrar dentro da cidade, podendo ouvir-se explosões e tiros vindos de um dos distritos da cidade, segundo o The Guardian.

Segundo um porta-voz dos serviços anti-terrorismo iraquianos, as tropas terão entrado em Fallujah em três frentes distintas. Segundo o tenente-general que lidera as operações, Abdelwahab al-Saadi, a manobra foi apoiada pela “força aérea da coligação internacional e iraquiana”.

Segundo al-Saadi, as forças anti-terroristas não terão encontrado resistência por parte do Daesh, durante o início da operação, por volta das 4h00 da manhã (1h00 em Lisboa).

A operação para recuperar Fallujah começou dia 23 de maio, quando o exército iraquiano começou a criar um cerco à cidade.

O The Guardian afirma que algumas pessoas conseguiram fugir da cidade quando começou o cerco, mas que ainda devem estar cerca de 50.000 civis em Fallujah, pessoas que podem ser usadas como escudo humano pelo Daesh.

Fallujah foi a primeira cidade do Iraque a cair sob o controlo do autoproclamado Estado Islâmico, em janeiro de 2014.