O indicador de confiança dos consumidores voltou às subidas em maio, depois de três meses consecutivos de estagnação e queda. Segundo o INE, o índice melhorou para -11,9 pontos, depois de ter piorado em abril e fevereiro e estagnado em março. A melhoria na confiança dos consumidores ajudou a que o indicador global de clima económico tenha melhorado pelo quarto mês consecutivo, com a confiança dos empresários com tendência mista conforme os setores de atividade.

Os portugueses estão mais confiantes sobre a situação financeira nos próximos 12 meses, a situação económica do país, os níveis de desemprego e a capacidade de poupar. Segundo o Instituto Nacional de Estatística, em todas estas rubricas houve melhorias em maio, o que fez com que o índice de confiança dos consumidores tenha melhorado de -12,4 pontos para -11,9 pontos.

Notícias menos boas vêm da confiança dos empresários ligados às indústrias transformadoras, que se mostraram menos otimistas quanto à produção nos próximos três meses, e aos serviços. Em contraste, os empresários ligados ao comércio e à construção e obras públicas mostraram-se mais confiantes.

Com todos estes setores ponderados, o indicador de clima económico melhorou para 1,2 pontos em maio, depois de 1,1 pontos em abril, 1,0 pontos em março e 0,8 pontos em fevereiro.