A UNICEF anunciou que vai iniciar, com o apoio do governo italiano, uma operação para prestar apoio em matéria de proteção às crianças que fazem a travessia entre a Líbia e a Europa.

Muitas das crianças que fazem esta perigosa travessia são adolescentes que não têm acompanhamento e que estão constantemente em perigo. A UNICEF está muito preocupada com o número de mortes de refugiados ocorridos na semana passada no Mediterrâneo central.

A Coordenadora Especial da UNICEF para a Crise de Refugiados e Migrantes na Europa, Marie-Pierre Poirier, explica o perigo de uma criança fazer esta viagem até à Europa sem acompanhamento: “As histórias que ouvi pessoalmente contadas por crianças que fizeram esta viagem são aterradoras. Nenhuma criança devia passar por uma situação destas. As suas vidas estão nas mãos de traficantes que não querem saber de mais nada a não ser o dinheiro que lhes exturquem”, afirmou.

Por mês, chegam cerca de mil crianças não acompanhadas a Itália, mas a UNICEF crê que este número possa aumentar nos próximos meses.

Texto editado por: Rita Ferreira