O agente do SIS Frederico Carvalhão Gil, que foi detido a vender informações secretas da NATO a um espião russo, vai ser extraditado para Portugal este fim de semana.

O processo de extradição, que decorreu de forma mais rápida do que estava previsto uma vez que o espião português aceitou a extradição, foi aceite pelo Tribunal da Relação de Roma, local onde Frederico Gil foi detido a traficar documentos com um espião russo referentes à NATO. Contudo, ainda não existe data referente à extradição do agente russo.

O espião português não contestou a decisão e por isso vai ser extraditado para Portugal este fim de semana assim que estiverem resolvidas todas as formalidades.