Os resultados do estudo feito pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que analisa a concentração de matéria de pequenas partículas (PM10) foram divulgados e são surpreendentes. A cidade mais poluída do mundo chama-se Onitsha e fica na Nigéria. É uma cidade portuária no sul do país e regista um nível de PM10 30 vezes superior ao limite estabelecido pela OMS. O país reúne outras três cidades que entram no ranking das mais poluídas do mundo. Kaduna aparece em 5.º lugar na lista, Aba em 6.º e Umuahia em 16.º.

O país enfrenta um grave problema de saúde pública, já que 94% da população está exposta a níveis de poluição superiores ao recomendado pela OMS. Nos restantes países da África Subsariana a média é de 72%.

À CNN, Maria Neira, diretora do departamento de saúde pública da Organização Mundial da Saúde, explicou que há vários fatores que contribuem para este fenómeno. Hábitos como usar combustíveis sólidos para cozinhar, a incineração de resíduos urbanos, a poluição que provém de carros antigos e ainda o uso recorrente de geradores elétricos estão na origem do problema.

A Nigéria ultrapassou a África do Sul e é agora a maior economia do continente africano, mas esse crescimento económico ainda está muito apoiado em tecnologias obsoletas e altamente poluentes.

Estes dados só dizem respeito a cidades com mais de 100.000 residentes que monitorizam a qualidade do ar. Há, por isso, muitas cidades que não entram no ranking, por não estarem atentas aos níveis de poluição do ar. A responsável da OMS louva o esforço da Nigéria em manter o registo da qualidade do ar e acrescenta ainda que este é um passo importante para lidar com o problema.

Em relação às soluções, podem passar por inventaria as fontes de poluição, investir num melhor sistema de transportes públicos e retirar de circulação os automóveis antigos.