Segundo declarações à imprensa de Thomas Lieber, o responsável pelo departamento de Veículos Eléctricos da VW, o e-Golf vai reforçar os seus argumentos a partir da produção de Dezembro, estando a chegada ao nosso país prevista para Março do próximo ano.

Para além de ligeiros retoques estéticos, associados ao restyling do modelo, a principal novidade será a adopção de baterias de maior capacidade, com as anteriores de 24,2 kWh a cederem o lugar às novas de 35,8 kWh. É esta alteração que explica que a versão eléctrica do Golf veja a autonomia subir de 190 para 300 km, valores calculados segundo o ciclo normalizado Nedc (New European Driving Cycle).

Além da autonomia, o e-Golf passa igualmente a ser mais rápido nas acelerações, reivindicando agora 9,2 segundos para ir de 0 a 100 km/h, contra os anteriores 10,4, com a velocidade máxima a crescer em sintonia, passando de 140 para 150 km/h.