Fernando Gomes foi reeleito este sábado presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), até 2020, na Assembleia Geral eleitoral do organismo, à qual concorreu sem oposição.

O dirigente da FPF recebeu 70 votos dos 76 delegados, de um total de 84 (92 por cento), que exerceram o direito de voto. A lista da Direção teve também seis votos em branco.

Líder da FPF desde 2011, Fernando Gomes apresentou-se ao ato eleitoral praticamente com a mesma equipa, exceção feita às presidências do Conselho de Arbitragem (CA), com José Fontelas Gomes no lugar de Vítor Pereira, e do Conselho de Disciplina (CD), com José Manuel Meirim em vez de Herculano Lima.

O CA recebeu 64 votos a favor, mais dez brancos e dois nulos, enquanto o CD mereceu 68 votos, sete brancos e um nulo.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

José Luís Arnaut vai continuar a ser o presidente da Assembleia Geral, enquanto Ernesto Ferreira da Silva continua a liderar o Conselho Fiscal e Manuel dos Santos Serra o Conselho de Justiça.

A acompanhar Fernando Santos na Direção continuam também Carlos Coutada, Elísio Carneiro, Hermínio Loureiro, Humberto Coelho, João Vieira Pinto, Mónica Jorge, Pauleta, Pedro Dias e Rui Manhoso, sendo que o presidente da Liga de clubes, Pedro Proença, é vice-presidente por inerência.

A reunião magna decorreu na Cidade do Futebol, em Oeiras. Os órgãos sociais eleitos vão ser empossados na terça-feira, a partir das 18:00.