O veterano piloto italiano Valentino Rossi (Yahama) somou este domingo a segunda vitória da temporada no Mundial de MotoGP, que se realizou na Catalunha, enquanto o espanhol Marc Marquez (Honda), que foi segundo, assumiu o comando do campeonato, após sete corridas.

Num dia de homenagem ao espanhol Luis Salom, falecido na sexta-feira, Rossi partiu do quinto posto e até rodou em oitavo na primeira volta, mas recuperou, chegou à liderança e, depois, soube, defendê-la, apesar dos ataques de Marquez, que conseguiu, momentaneamente, ultrapassar o italiano.

Em termos de campeonato, o grande derrotado foi o espanhol Jorge Lorenzo (Yamaha), que levou um toque do italiano Andrea Iannone, a nove voltas do fim, quando era quinto, caiu e não pontuou, estando agora a 10 pontos de Marquez e só com mais 12 do que o seu companheiro de equipa Rossi.

Em terreno ‘hostil’, Rossi bateu os dois espanhóis, para somar a 114.ª vitória da carreira e 88.ª na categoria rainha, ele que procura o 10.º título mundial e oitavo em MotoGP/500 cc, o que não consegue desde 2009.

No final, no parque fechado, destaque ainda para o cumprimento do transalpino a Marquez, algo que não se via desde o tenso final da temporada transata, em que Rossi acusou o espanhol de o ter prejudicado na luta pelo título.

Valentino Rossi terminou a prova em 44.37,589 minutos, superando Marc Marquez por 2,652 segundos. O último lugar do pódio foi arrebatado pelo espanhol Dani Pedrosa (Honda), que gastou mais 6,313 do que o ‘doutor’.

O italiano já tinha vencido a outra prova disputada em Espanha, mais precisamente em Jerez de la Frontera, que foi palco da quarta prova da temporada, somando ainda dois segundos lugares, na Argentina e em frança.

Na categoria de Moto 2, a vitória foi para o francês Johann Zarco, que repetiu os triunfos da Argentina e Itália, ao cumprir a prova em 42.31,347 minutos.

No campeonato, o espanhol Alex Rins ascendeu à liderança, ao terminar no segundo posto, a 4,180 segundos de Zarco, enquanto o britânico Sam Lowes, o anterior comandante, foi apenas sexto, a 13,0 segundos do gaulês.

Rins totaliza 116 pontos, mais oito do que Lowes, segundo, e 10 em relação a Zarco, que ascendeu a terceiro.

Por seu lado, o português Miguel Oliveira (Kalex) conseguiu o seu melhor registo na categoria, ao ser oitavo. No campeonato, segue na 14.ª posição, com 23 pontos.

Miguel Oliveira partiu do 15.º posto da grelha, mas foi subindo posições, até à oitava, que conquistou em cima da meta, ao ultrapassar o espanhol Axel Pons, que bateu por nove milésimos de segundo.

O piloto luso, vice-campeão em título de Moto3, superou o nono lugar conquistado em França, na quinta corrida da época, e pontuou pela quarta vez, depois do 11.º lugar a abrir, no Qatar, e do 13.º na prova anterior, em Itália.

Em Moto3, o espanhol Jorge Navarro (Honda) conseguiu o primeiro triunfo da carreira, à 33.ª corrida, enquanto o sul-africano Brad Binder (KTM), que foi segundo, manteve a liderança do campeonato, 44 pontos à frente de Navarro.

O Grande Prémio da Catalunha ficou marcado pela morte do espanhol Luis Salom, na sexta-feira, depois de uma queda sofrida nos treinos livres de Moto2. Todos os pilotos que chegaram ao pódio dedicaram as conquistas ao espanhol.