O portuense Artur Soares Dias foi o melhor árbitro da Liga 2015/16, da qual pode resultar a descida do internacional algarvio Sérgio Piscarreta, segundo as classificações esta segunda-feira reveladas pela Comissão de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol.

Os resultados indicam que Artur Soares Dias se estreia como melhor árbitro em Portugal, com uma média de 3,419, seguido de João Capela (3,395) e de Nuno Almeida (3,383).

Artur Soares Dias dirigiu esta época três ‘clássicos’ e a final da Taça de Portugal.

Um ano depois de o internacional Marco Ferreira ter descido de categoria, agora é Sérgio Piscarreta, 20.º de uma lista de 21 avaliados, que pode seguir o mesmo caminho, embora ainda possa ser ‘salvo’ pela próxima comissão de arbitragem, que toma posse na terça-feira e que vai ter de resolver as situações de Jorge Sousa e de Vasco Santos.

Ambos os árbitros, que tiveram diferentes períodos de lesão durante a época, ficaram sem classificação, pelo que a equipa que será liderada por José Fontelas Gomes vai ter de decidir o que fazer.

“A insuficiência de elementos classificativos recolhidos durante a época, para apuramento da classificação final, determinará a baixa de categoria”, determina o ponto quatro do capítulo I das Normas Genéricas.

Ainda assim, o ponto seguinte diz que a norma pode não ser aplicada caso essa insuficiência “resulte de incapacidade para atuar por motivo de saúde, lesão ao serviço da arbitragem ou gravidez, comprovada por relatório médico e aceite por deliberação do Conselho de Arbitragem”.

Será, pois, a nova equipa da arbitragem a decidir o que fazer, o que deixa vários profissionais na dúvida quanto ao seu futuro.

Sérgio Piscarreta foi 20.º com 3,227, apenas ‘superado’ por André Moreira (3,209) e antes de Cosme Machado (3,230), igualmente pendente da decisão quanto aos outros colegas de profissão.

Uma vez que Duarte Gomes abandonou a carreira, haverá mais um árbitro a subir, à semelhança do que sucedeu na época passada.

Nesta altura, o abandono de Pedro Proença, Olegário Benquerença e Paulo Baptista determinou a subia de seis ‘juízes’, nomeadamente três para substituir o trio que desceu e outros tantos para os que terminaram a carreira.

Assim sendo, Gonçalo Martins, Hélder Malheiro, João Mendes e João Borlido Matos serão os quatro árbitros a subir.