Isabel dos Santos decidiu renunciar ao cargo de administradora na Nos, Banco BIC Português e Efacec Power Solutions, de acordo com um comunicado divulgado nesta segunda-feira. A saída da empresária dos órgãos de gestão destas três empresas vai produzir efeitos a partir do final de julho próximo ou antes, esclarece o comunicado, “na data em que sejam designados ou eleitos os seus substitutos”.

A justificação para a renuncia está ligada à recente nomeação de Isabel dos Santos para a presidência do conselho de administração da petrolífera angolana Sonangol, que é a maior acionista do Millennium BCP, com perto de 18% das ações emitidas. Visa, acrescenta o comunicado da empresária, “por um lado, evitar problemas de conflito de interesse e, por outro, reforçar as garantias de transparência no desempenho das novas funções”.

A empresária entrou no capital da Zon em 2009, antes da fusão realizada entre a Sonaecom e aquela operadora de telecomunicações, concluída três anos mais tarde, e que deu origem à Nos. Isabel dos Santos detém posições no Banco BPI — com perto de 19% é a segunda maior acionista a seguir ao CaixaBank — e domina 42% das ações do BIC. Na Efacec, possui 65% do capital e é, ainda, parceira de Américo Amorim na Galp.