Axl Rose quer apagar da internet as imagens que o mostram com uns quilos a mais e que já deram origem a vários memes que o satirizam. O vocalista dos Guns N’ Roses, agora em tournée com os AC/DC, pediu à Google que retirasse essas imagens do mundo virtual. E até tem um argumento: essas fotografias pertencem-lhe.

Segundo o The Guardian, estão em causa as imagens de um concerto em 2010 que estão a ser usadas para fazer memes associados à gordura de Axl Rose e facilmente encontrados numa simples pesquisa no motor de busca da Google. Em cada uma das imagens é feito um trocadilho com a letra de uma música dos Gun’s e a aparência física de Axl — muito diferente daquela que o fez brilhar na década de 90.

Axl Rose argumenta que as imagens, tiradas pelo fotógrafo canadiano Boris Minkevich e originalmente publicadas no Winnipeg Free Press , são propriedade sua. Segundo o cantor, é política dos Gun’s exigir que os fotógrafos assinem um documento a ceder os direitos da imagem à banda antes de qualquer concerto. O fotógrafo, diz o The Guardian, não se recorda se assinou esse formulário. O seu argumento é reforçado por uma empresa que se dedica a tentar resolver litígios relacionados com pirataria na internet, a Web Sheriff Creative Protection.

O pedido de Axl Rose baseou-se na lei DMCA (Digital Millennium Copyright Act), que desde 1998 regula nos EUA a violação dos direitos de autor e a privacidade na internet. A Google recusou comentar o caso.

Escusado será dizer que o pedido do cantor fez com que os memes e a piadas em relação ao seu peso voltassem a circular em força nas redes sociais. E os artigos em jornais também.