O túmulo de Cristo na Basílica do Santo Sepulcro, em Jerusalém, está a ser restaurado desde o início do mês. As obras estão a cargo de uma equipa grega e deverão durar entre oito a 12 meses. Apesar do restauro, o túmulo permanecerá aberto ao público.

As obras em questão exigiram que a Igreja Católica, a Igreja Ortodoxa Grega e a Igreja Apostólica Arménia chegassem a um acordo de modo a financiar o projeto que custa 3,3 milhões de dólares (cerca de 3 milhões de euros), escreve a BBC. De referir que a rivalidade entre as três comunidades religiosas estiveram antes na origem dos atrasos nos trabalhos.

As obras de restauro vão focar-se na Edícula, uma pequena capela onde se acredita que esteja o túmulo de Jesus. A última renovação do templo aconteceu em 1810 e ocorreu na sequência de um incêndio.