Rádio Observador

Economia

Zona euro cresceu três vezes mais do que Portugal no primeiro trimestre

1.222

Economia da zona euro cresceu 0,6% no primeiro trimestre, um valor que compara com a taxa de crescimento de 0,2% em Portugal no mesmo período. Investimento está a acelerar (na zona euro).

AFP/Getty Images

A economia da zona euro cresceu 0,6% no primeiro trimestre, confirmou esta terça-feira o Eurostat. Impulsionado pelo investimento e pelo consumo privado, o ritmo de crescimento no bloco de países contrasta com os 0,2% que cresceu a economia portuguesa no mesmo período.

Os dados foram confirmados pelo gabinete de estatísticas esta terça-feira. O crescimento de 0,6% no primeiro trimestre (em comparação com o trimestre antecedente) foi suportado pelo aumento de 0,8% do investimento, uma rubrica que em Portugal baixou 0,6%, segundo o INE.

Na comparação homóloga, o PIB da zona euro aumentou 1,7% no primeiro trimestre – um registo que no caso de Portugal não passou os 0,9%.

No que diz respeito às exportações, estas também estão a arrastar-se na zona euro, travando o crescimento económico global. As exportações caíram 0,4% na zona euro, portanto abaixo dos 0,6% a que a economia cresceu, como um todo.

Portugal surge na metade inferior da tabela quando se comparam as taxas de crescimento entre os vários países da União Europeia. Em destaque pela positiva está a Espanha, que cresceu 0,8% na comparação em cadeia. Este relatório não inclui os valores para a Irlanda. Também a Alemanha cresceu a um valor acima da média da zona euro: 0,7%.

Na zona euro, apenas a Grécia continua com taxas de crescimento negativas: -o,5% em termos trimestrais.

Bert Colijn, economista do ING, sublinha a melhoria da rubrica do investimento como “particularmente encorajadora” e diz que “era expectável tendo em conta as taxas de juro baixas e as condições de crédito mais facilitadas”. Ainda assim, o economista nota que continua a existir alguma “incerteza quanto às perspetivas de crescimento” que continua a tornar os investidores relativamente “cautelosos”.

crescimentoeuropa

Fonte: Eurostat

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: ecaetano@observador.pt
Combustível

O mundo ao contrário /premium

João Pires da Cruz

Se o seu depósito é mais importante do que aquilo que os pais deste bebé sentiram quando lhes disseram que o filho deles morreu instantes depois do nascimento, é porque tem o mundo ao contrário.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)