Protestos e assaltos a estabelecimentos comerciais em várias cidades venezuelanas ocorreram nos últimos dias, protagonizados por pessoas que procuram alimentos, desaparecidos das prateleiras, em contexto de escassez e falta de abastecimentos que afeta o país.

Os protestos ocorreram nos Estados de Monagas, no leste da Venezuela, Trujillo, Lara e Táchira, no oeste, Guárico e Miranda, no centro, Anzoátegui, no nordeste e Nueva Esparta, no norte, relatou a imprensa local.

Segundo estas informações, os vários grupos de pessoas, em alguns casos, reclamavam a venda de alimentos, enquanto em outros assaltavam mesmo camiões que transportavam alimentos.

O país atravessa uma crise de escassez de alimentos e medicamentos que se tem agravado nos últimos dois anos.

Na semana passada também ocorreram manifestações e protestos deste tipo em vários pontos da capital, Caracas.