De entre os 15 maiores centros de negócios do mundo, onde é que se gasta mais com a habitação? São Francisco — responde a Global Cities Business Alliance, num estudo publicado em abril. Os dados tiveram por base o inquérito aos preços e rendimentos do banco de investimento suíço UBS e foram ajustados aos preços médios de todas as zonas das cidades, e não apenas as mais centrais.

No topo da lista aparece São Francisco, seguida por Nova Iorque e Abu Dhabi. Nos últimos lugares aparecem a Cidade do México, São Paulo e Xangai. O estudo revela ainda que, apesar da crise financeira e económica internacional, os preços subiram muito, tanto nas cidades mais caras, como nas mais baratas. Em São Francisco o preço subiu 67% entre 2009 e 2015 e na Cidade do México disparou 44%, no mesmo período.

De entre as 15 cidades avaliadas, apenas uma — Boston — tem valores de custos com a habitação que podem ser considerados normais, tendo em conta os rendimentos médios líquidos dos habitantes. “Apesar do custo médio da habitação na cidade ser relativamente elevado quando comparado com a maior parte do mundo, os salários são correspondentemente elevados”, lê-se no documento.