Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Cristiano Ronaldo marcou um golo com a camisola do Manchester City. Haan!? Okay, isto tem uma história. Comecemos pelo princípio. Portugal recupera a bola e Vieirinha, o lateral direito da seleção, lança Cristiano Ronaldo pelo corredor. Parecia um cavalo selvagem, a galgar metros de relva como se não houvesse amanhã. O “sete” saca um cruzamento de sonho, mas não evita esbarrar num apanha-bolas. Quando dá por ela, Cristiano trocou de corpo com o rapaz, Lee, que tem o seu momento à “Sozinho em Casa”. Ou seja, “aaaaaaaaaaaaaaaaaaaah!!!”.

Conclusão: trocaram de vidas. Cristiano é Lee, Lee é Cristiano. O rapaz inglês, de repente, tem uma vida de sonho e vai a conduzir um carrão (ou o que sobra dele) para o treino da seleção. E perdeu aquele jeitinho todo, a bola deixou de obedecer, e os colegas repararam. Ricardo Quaresma até pergunta se está tudo bem. Já Lee transformou-se num garoto competitivo, com fome de vitórias e de chegar perto das nuvens. Converteu-se no maior do bairro, merecendo a atenção de um clube ou outro, até chegar ao Manchester City, marcando inclusivamente um golo ao Barcelona.

O ponto alto do novo anúncio da Nike, que em poucas horas já caminhava para o meio milhão de visualizações, acontece quando Portugal e Inglaterra se encontram. Lee apertava as botas no túnel quando reconheceu as mesmas botas nos pés de um rival. Era Cristiano. Ou vice-versa. Aquilo transformou-se num duelo épico, eterno e com dois homens a lutar pelo trono: Cristiano vs. Lee. Muitos dribles e toques mágicos depois, um choque entre ambos voltaria a devolver-lhes a vida que tinham. Moral da história: com a mentalidade de Cristiano Ronaldo, qualquer um pode chegar longe…

O melhor é mesmo ver o vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=scWpXEYZEGk

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR