Nunca disputou um Campeonato da Europa. Surpreendentemente, os irlandeses do Norte deram apenas uns pontapés na bola em Mundiais: 1958, 1982 e 1986. Em Espanha (1982) estes rapazes até venceram o grupo no qual estava inserida a equipa da casa — foi Gerry Armstrong quem resolveu contra os espanhóis. Os adversários no Euro-2016 serão Alemanha, Ucrânia e Polónia e Michael O’Neill já disse que não temem ninguém e que não se devem sentir como aves raras ali.

Ou seja, “devemos sentir que também pertencemos ali”, disse. Ali é entre os craques e seleções que salivam por alguns momentos de glória ou pelo caneco. O senhor goleador deste apuramento foi Kyle Lafferty, com sete golos (ou seja, marcou um golo a cada 107 minutos).

separador_o_onze

Roy Carroll, Gareth McAuley, Chris Baird, Conor McLaughlin, Jonny Evans, Steven Davis, Oliver Norwood, Jamie Ward, Stuart Dallas, Corry Evans, Kyle Lafferty

separador_treinador

Michael O’Neill

craque (2)

Kyle Lafferty

Convocados

Guarda-redes: Alan Mannus (St. Johnstone), Michael McGovern (Hamilton Academical), Roy Carroll (Linfield)

Defesas: Craig Cathcart (Watford), Jonathan Evans (West Bromwich Albion), Gareth McAuley (West Bromwich Albion), Luke McCullough (Doncaster Rovers), Conor McLaughlin (Fleetwood Town), Lee Hodson (MK Dons), Aaron Hughes (sem clube), Patrick McNair (Manchester United), Chris Baird (Derby County)

Médios: Steven Davis (Southampton), Oliver Norwood, (Reading), Corry Evans, (Blackburn Rovers), Shane Ferguson (Millwall), Stuart Dallas (Leeds United), Niall McGinn (Aberdeen), Jamie Ward (Nottingham Forest)

Avançados: Kyle Lafferty (Norwich City), Conor Washington (Queens Park Rangers), Josh Magennis (Kilmarnock), Will Grigg (Wigan Athletic)