A ex-ministra das Finanças Maria Luís Albuquerque é uma das convidadas da reunião deste ano do Grupo Bilderberg, que começa esta quinta-feira em Dresden, na Alemanha, refere o Diário de Notícias (DN). Para além de Maria Luís, o encontro contará com a presença de outros dois portugueses — o presidente executivo da Gapl, Carlos Gomes da Silva, e o ex-presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso.

Ao DN, a ex-governante explicou que o convite “foi feito diretamente pela organização do evento”. “Simpatizo muito pouco com teorias da conspiração. É uma oportunidade de lidar com outras pessoas e melhorar o meu conhecimento“, disse ao jornal, justificando assim a sua ida a Dresden.

Criado em 1954, o Grupo Bilderberg reúne-se todos os anos numa localização que permanece desconhecida até um mês antes do início do evento. Os participantes (entre 120 e 150) só são revelados na véspera e incluem membros da elite política europeia e norte-americana, especialistas em finanças, na indústria, entre outros.

Este ano, irão participar na reunião 130 pessoas que, até domingo, irão discutir assuntos como a crise de refugiados na Europa, o Médio Oriente, a China ou a situação política dos Estados Unidos da América. A lista de convidados inclui nomes como Wolfgang Schäuble, ministro das Finanças da Alemanha, Michael Noonan, ministro das Finanças da Irlanda, e os primeiros-ministros Mark Rutte, da Holanda, e Charles Michel, da Bélgica.

De acordo com o DN, no encontro estarão também presentes algumas figuras ligadas à banca, como a espanhola Ana Botín, presidente do conselho de administração do Santander.