Mineiros namibianos descobriram um navio português – o “Bom Jesus” – que terá naufragado há quase 500 anos. Dentro do barco estava um carregamento de moedas de ouro que foi avaliado em cerca de 11,5 milhões de euros.

A notícia foi avançada pela Fox News, que afirma que o navio foi descoberto quando os mineiros que procuravam diamantes esvaziaram uma lagoa artificial no deserto da Namíbia.

Quando foi descoberto o navio, o arqueólogo Dieter Noli afirmou que não era muito surpreendente encontrar ali um navio – a área era conhecida pelos marinheiros como “Portões do Inferno” e há bastantes registos históricos de naufrágios no local. No entanto, o arqueólogo esperava encontrar, no máximo, “uma espada espanhola e um saco de ouro” e afirmou que não estava preparado para encontrar um tesouro daquela dimensão.

Entre o espólio do barco encontravam-se o tesouro, mosquetes, canhões, peças de cobre e “até mesmo espadas”.

A maior parte dos naufrágios naquela área ocorreram nos últimos 120 anos, informou Noli, que afirmou que o “Bom Jesus” é o barco naufragado mais antigo ali encontrado.

Depois de duas semanas de investigação, a equipa de arqueologia conseguiu desvendar que o “Bom Jesus” terá afundado por volta de 1535 a caminho da Índia.

Embora não sejam conhecidas as causas para o barco ter ido ao fundo, Noli afirma que, provavelmente, o mau tempo e o excesso de carga terão levado ao naufrágio do “Bom Jesus”.

Os bens dentro do navio terão sido oferecidos ao Governo de Portugal, mas este terá deixado os produtos resgatados ao governo namibiano, segundo o líder da investigação.