Cerca de 20.000 passageiros ficaram neste sábado sem voo devido à greve de pilotos da companhia escandinava SAS, que levou ao cancelamento de 159 voos. Já no domingo a transportadora estima que a greve afete mais de 200 voos e 26 mil passageiros.

Em Portugal, de acordo com a informação que consta no portal na Internet da ANA — Aeroportos de Portugal, está previsto apenas o cancelamento de um voo, o qual deveria sair hoje às 19:35 de Faro em direção ao aeroporto de Arlanda, em Estocolmo.

A greve começou na sexta-feira à tarde após o sindicato de pilotos da Suécia ter rejeitado a proposta de um aumento salarial de 2,2% feita pela empresa, insistindo, em vez disso, num aumento de 3,5%.

Já a empresa contesta e refere que as exigências dos pilotos, incluindo maior segurança no emprego, implicariam um aumento de custos de 10%, o que não consegue suportar nas condições de competitividade do mercado em que opera.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Fizemos tudo o que estava ao nosso alcance para evitar uma greve, mas infelizmente não foi possível chegar a um acordo”, disse em comunicado o porta-voz da SAS, Karin Nyman, adiantando que agora a empresa está a trabalhar para minimizar o impacto nos clientes afetados.

Quanto aos voos da SAS operados por pilotos dinamarqueses e noruegueses, esses estão hoje a funcionar normalmente durante todo o fim de semana, acrescentou.