A Petrobras informou que a paralisação de 24 horas promovida na sexta-feira pelos trabalhadores ligados à Federação Única dos Petroleiros (FUP) não afetou as suas operações. “A Petrobras informa que as atividades da companhia estão dentro da normalidade”, segundo a assessoria da empresa estatal.

De acordo com a FUP, a paralisação foi iniciada ao início da madrugada, com cortes na rendição de turnos nas unidades da Petrobras em nove estados.

Os trabalhadores protestam contra a venda de ativos da petrolífera e contra o Governo do Presidente interino do Brasil, Michel Temer.

“A greve da categoria é em defesa da soberania e da democracia e contra o desmonte da empresa, a entrega do pré-sal e os ataques aos direitos dos trabalhadores, que estão na agenda do Governo golpista de Michel Temer e do presidente da Petrobras, Pedro Parente”, informou a FUP, numa nota.

A FUP considera que o executivo vai agilizar o processo de desinvestimento da empresa. A greve, que contou com o apoio de 12 dos 13 sindicatos filiados à FUP, ocorre em dia de mobilizações de movimentos sociais contra o afastamento da Presidente com mandato suspenso, Dilma Rousseff.