A maior revista alemã, Der Spiegel, foi este sábado para as bancas com mais 23 páginas do que o habitual e mais barata (em vez de custar 6.59 euros, está à venda por 2.53 euros). Mas não é isso o que mais salta à vista: na capa da publicação é possível ler “Bitte geht nicht!” ou “Please don’t go!” (“Por favor, fiquem!”, em português). A frase, que surge sobre a bandeira do Reino Unido, é uma clara referência ao Brexit.

As páginas a mais nesta edição servem para acomodar artigos traduzidos para inglês, todos eles referentes ao Brexit — a mensagem é só uma, com a publicação a argumentar que é “mais inteligente” ficar na União Europeia do que dizer um adeus por muitos indesejado. Entre os artigos em questão está uma entrevista com o ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schaeuble, onde este fala sobre as consequências económicas caso o Reino Unido escolha ausentar-se da UE.

A revista defende que o Brexit seria “uma catástrofe para todos” e explica “porque é que a Alemanha precisa dos britânicos”. O diretor da Der Spiegle, Klaus Brinkbaeumer, explicou via comunicado que o artigo de capa compreende um conjunto de motivos que ajudam a justificar o porquê de a UE precisar do Reino Unido. “O resultado é um apelo objetivo mas também forte — e bilingue — ao país: Por favor, fiquem!”. Além da publicação agora à venda, a hashtag #pleasedontgo está a circular nas redes sociais.

No editorial, a revista argumenta que, embora talvez seja tarde para convencer os britânicos a adorar a União Europeia, esta é a oportunidade para mencionar “o quanto o resto da Europa admira o Reino Unido”. “É inacreditável que eles pareçam não ver como moldaram este continente, o quanto valorizamos a sua presença, o quão próximos nós, alemães, nos sentimos deles”.

De referir que o referendo sobre se o Reino Unido deve ou não ficar na União Europeia acontece já no próximo dia 23.